Indústria 4.0  – Faça parte da nova Revolução Industrial

2
Indústria 4.0 – Faça parte da nova Revolução Industrial

Estamos perante uma nova era denominada de industria 4.0, uma revolução industrial que os Portugueses pela primeira vez podem participar ativamente, sem ter de esperar 50 anos para que o seu efeito se venha a sentir no seio das nossas empresas.

Mais do que uma revolução das coisas, que se vão tornando cada vez mais conectáveis “IoT”, fruto de muita investigação e desenvolvimento das empresas de base tecnológica, necessitamos de uma revolução de mentalidades a nível empresarial, que tem de criar as condições necessárias a uma crescente abertura e colaboração a todos os níveis, apostando nos recursos humanos e tecnológicos que permitam a empresa enfrentar os desafios que se aproximam.

Falar de industria 4.0, não é só falar de robotização, podemos aplicar o conceito a todos os níveis. Por exemplo, na industria têxtil, quando o diretor de produção decide dar inicio ao corte de uma determinada ordem de fabrico, em vez de passar a informação manualmente ao corte e ao armazém de malhas, pode ir um pouco mais além, criando as condições para que o planeamento, o sistema de corte e o armazém comuniquem entre si através de protocolos e regras pré-estabelecidas, sendo que para isso, primeiro necessita de analisar muito bem os processos, sistematizar as regras e claro, garantir que todos os sistemas estejam preparados para comunicar entre si.

Como produtora de software de gestão, a Inforcávado sente-se na obrigação de criar as condições para que a integração e automatização dos processos seja possível. Agregando os dados produzidos pelos diversos sistemas especializados (IIoT), automatizando operações, criando alertas e gerando a informação imprescindível a tomada de decisão estratégica e operacional das empresas.

Aquilo que no inicio pode parecer um conceito utópico, um capricho de quem está no gabinete e não conhece a realidade, é o pronuncio de uma nova era que está a começar, com algumas máquinas que já são capazes de comunicar “Industrial Internet of Things”, com alguns Softwares de Gestão a integrar o planeamento, controle e automatização dessas máquinas e aos poucos deparamo-nos todos com um novo paradigma em que quem não for capaz de se integrar fica de fora.

Armando Mota
CEO at Inforcávado